Dicas de melhores ações para investir hoje

O investimento em ações tem sido um tema fervente na maioria dos debates, e por isso é de suma importância entender a sua relevância, caso você queira se inserir nessa área. Então, hoje trouxemos, como recomendação, as melhores ações para investir hoje.

Claro que as ações que citaremos hoje servem apenas como referência, e não como padrão, até porque não tem como estabelecer um padrão de carteira. Dito isso, ressalte-se também que as ações variam muito de acordo com o seu perfil de investidor e objetivos traçados.

Se você está começando agora a adentrar no mundo de investimentos em ações, muito caminho ainda está por vir, e uma coisa nós podemos te afirmar: a sua trajetória pode ser de muito sucesso se você focar nos estudos.

São diversas as opções para investir em ações, e você precisa decidir quais delas será mais rentável e benéfica para você, dentro da sua própria realidade, não se baseando nas estratégias dos outros.

A nossa primeira dica na verdade é que você entenda de que forma o seu comportamento revela o seu perfil, como investidor, claro. Depois disso, você vai começar a olhar o investimento em ações de uma forma diferente, com mais clareza naquilo que quer.

Vamos conferir agora algumas das ações que podem ser investidas ainda hoje!

Vale (VALE3)

A Vale é uma das empresas mais queridas dentre os analistas na Bolsa, e por isso quase sempre (claro, em suas avaliações positivas) está nas recomendações de investimento em ações.

Essa forte indicação pode ser explicada devido aos preços altos dos minérios de ferro, bem como às perspectivas benéficas para esse mercado, depois de positivos resultado do 4º trimestre do ano de 2020 (que até mesmo superou o previsto, por conta da pandemia e a sua decorrente crise).

A Vale registrou como lucro o valor de US$ 739 milhões no período citado acima, principalmente com o ajuste de US$ 9,1 bilhões do Ebtida, com a devida exclusão do Acordo Global de Brumadinho, resultando em um lucro de US$ 4,9 bilhões.

De acordo com analistas renomados, esse desempenho pode ser explicado devido aos preços acima do previsto em minério de ferro, mas também da forte geração do caixa operacional.

B3 (B3SA3)

A B3 é outra empresa que, recorrentemente, é recomendada, e em específico para marços ela está bem visada.

O seu papel é uma novidade na carteira da Santander Corretora, sendo um destaque ao aumento diário das negociações, com um risco maior para os investidores do Brasil, porém com preços interessantes em suas ações.

Analistas já “veteranos” no mercado vislumbram como algumas ações foram desvalorizadas no início do ano, em fevereiro, mas que isso foi essencial para agora abrir a oportunidade da compra.

Os papéis da B3 se demonstram de forma atrativa e volta a ser uma das empresas recomendas para investimento em ação, até porque a própria companhia divulgou o seu crescimento recentemente. É importante estar atento a esses materiais divulgados pela própria empresa.

Suzano (SUZB3)

Neste mês, a empresa Suzano (do setor de papel e celulose), obteve ganhos de 10,5% no mês de fevereiro, recebendo diversas menções, incluindo a do BB Investimentos.

A empresa Suzano se torna um bom investimento nesse mês por conta de a companhia liderar em celulose, aproveitando o aumento dos preços, e como os seus resultados operacionais parecem ser sólidos, bons frutos poderão ser colhidos.

Lembrando que, esses resultados positivos demonstraram-se mesmo com toda a instabilidade que a pandemia nos trouxe, junto a outras questões.

É imprescindível citar que o lucro da Suzano teve um aumento de 403% no último trimestre de 2020, passando de R$ 1,2 bilhão para R$ 5,9 bilhões.

Bradesco (BBDC4)

Desde o mês de outubro do ano de 2020, o Bradesco tem sido recomendado, e agora isso não seria diferente. O banco possui uma ótima posição para trazer vantagens para recuperar a economia local, apresentando valuations atrativos.

O Bradesco é tão recomendado assim por possuir um capital saudável, a inadimplência em taxas adequadas, além da cobertura de juros equilibrada, aliando-se ao ROE (Retorno sobre o patrimônio) elevado.

O Bradesco possui registros no final do ano de 2020 com lucro líquido recorrente valendo R$ 6,8 bilhões, apresentando melhora de 35,2% quando em comparação ao 3º trimestre do ano, avançando em relação ao ano de 2019.

No ano de 2020, o Bradesco finalizou com lucro de R$ 19,5 bilhões, com uma queda representando 24,8%, em referência aos R$ 25,9 bilhões do ano de 2019.

BTG Pactual (BPAC11)

A BTG Pactual não estava entre os recomendados no início do ano, porém agora, com a sua avaliação da Santander Corretora, o nome está entre as indicações de investimento.

É necessário destacar que o banco reforçou o seu balanço assim que a crise começou, fazendo um follow-on neste ano, apresentando níveis equilibrados de liquidez, podendo crescer de forma inorgânica, até porque em fevereiro as suas ações apresentaram desempenho positivo, com percentual de 11,1%.

Comentários